sexta-feira, 15 de abril de 2011

Relatos: Cerimônia (continuação + detalhes)

Antes de continuar os relatos fiquei lembrando de alguns detalhes que acabei esquecendo de mencionar..
*Casamos praticamente sem ajuda nenhuma, por isso tivemos apenas 100 convidados, 110 presentes, amigos e familiares muuito intimos e não sinto falta de ninguem que não tenha ido/não tenha sido convidado.

*Nossos musicos eram um violinista, uma tecladista, um pianista e um amigo no violão para a hora da entrada das alianças, com musicas conhecidas nossas que tinham letras tudo a ver com a nossa historia.


*Entrei sozinha porque não tinha nenhuma figura ´´paterna`` pra entrar comigo, nenhum tio, irmão mais velho, nada, e como só de comentar com as pessoas já rolava comentários do tipo ´´aii que dó entrar sozinha, sem ninguem pra te levar até o altar e blá blá blá`` então resolvemos que eu apenas entraria na igreja, e então o Bru me buscaria e me levaria até o altar, claro que foi surpresa e até hoje o pessoal comenta sobre a ´´surpresa`` hehe..

bom, acho que era isso, vamos prosseguir com os relatos..

Então eu parei na porta, respirei, e falei que poderiam abrir, quando ela abriu eu olhei pra todo mundo e escutava aquele borburinho sabe?parece que as pessoas cochicham, haha, é muito glamour, é muito momento diva, adooorei!hahah..

foi incrivel, até que quando ví o Bru já estava na metade do corredor, vindo me buscar, e eu só pensava que ele não poderia esquecer o beijo na testa, não esqueça o beijo na testa, e ele deu..




Aí eu tava firmona, sem querer chorar, até que eu olhei pro lado e ví minha mãe, se acabando em lágrimas, ai gente, essa hora o queixo tremeu, e a vontade de chorar veio forte, deu pra ver no video, mas eu fiquei firme e me controlei, não quis mais chorar..aí chegamos no altar, e começou a palavra..

Como eu já disse antes, nossos pastores são muito amigos nossos, então foi fácil conduzirem o momento com intimidade e conselhos bons, pois nos conhecem desde o começo do namoro. O que mais gostei foi que a palavra não foi apenas sobre o amor tudo espera, tudo suporta, tudo crê e etc, mas foi a parte prática dessas palavras sabe?como continuar amando em meio as crises que vão se levantar, e tudo com muito humor, e pouquíssima religiosidade, a maiorida dos parentes do Bruno que não são evangélicos vieram elogiar a palavra depois, foi ótima!



Então entrou o pagem com as alianças, que por acaso é filho deles tambem, hehe, o Daniel, uma graça, mas na hora de entrar estava caindo de sono, então não reparem a cara de mau-humor, haha..





Esse carrinho o Bru ganhou da nona(vó) dele quando era bebê, a mãe e tia se acabavam de chorar quando viram, era surpresa, foi bem emocionante..


O Bru deu um presentinho pra ele quando entregou as alianças, hehe..

Então começamos os votos, cada um escreveu o seu, o Bru leu os dele pra mim e eram lindos lindos lindos, qualquer hora escrevo pra vcs verem..



Então falei os meus, que não eram nem metade dos dele, mas eram bonitinhos tambem.. =P







O problema foi que na hora dos votos eu tinha combinado com os musicos que eles tocariam, e a musica ficou tão alta que o povo não conseguiu ouvir direito, nem no video dá pra ouvir muito bem, triste triste triste.. =(

Aí a gente passou para a outra parte, que foi a nossa amiga e pastora Paola que conduziu, a cerimônia das areias..


Ela explicou que quando solteiros eu era a areinha rosinha, com a minha historia de vida, minha cultura, minha familia, e o bru a azulzinha, com os costumes, o sotaque (gauchoo), a familia, etc, cada um era de um jeito, mas a partir do momento que a gente se casa, a gente estava se juntando, virando um só, se misturando, cada um iria continuar tendo a sua cor, a sua forma, mas juntos, seria impossivel voltar a ser o que era antes, separado, mas agora seríamos rosinha e azulzinho juntos =D ahh e claro que ela falou muito mais fru-frus mas agora eu não vou saber né?mas foi lindo lindo lindo, todo mundo chorava gente, menos eu tá?=P





Depois ela colocou a tampinha que simbolizava Deus, dizendo que Deus estava selando nosso casamento e que ninguem sairia mais de dentro do vidrinho só nossos filhinhos ruivinhos entrariam, haha..muito fofo!!
Aí chamaram nossos pais e outros pastores para orarem por nós..





Depois da benção dos pais finalmente o Peter falou que nos declarava marido e mulher, ´´pode beijar a noiva``..
aí eu fui bem linda beijar o Bru..


E ele me virou e me beijou desse jeito, sem combinar, sem me avisar, sem nada, haha..
o povo aplaudiu, e riu, haha..e eu morri de vergonha.. =S



Aí saímos ao som de Oh Happy Day, sem esquecer, é claro, do gritinho do final, só por causa das amigas blogueiras, haha..




Ahhh gente, é isso então..o resto eu posto depois..
beeeeijos e beeeijos!

4 comentários:

  1. Uauauua que beijo........Já ouvir falar na cerimonia da areia é linda mesmo...Vendo as fotos ficou perfeita....
    Seu casamento foi divido....agora que ve a recepção....Bjos

    ResponderExcluir
  2. Aiii que emoçãão flooor!

    passa la no meu blog e deixa seu email, pq eu vou privatizar e queria te mandar o convite =)

    BJs

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. Oi Jacky! Foi muito bom ter participado a distancia do seu casamento... Hehehe... Como queria poder ter estado aeh... Gostei das fotos, adorei o background da vinícula... Num todo pareceu ser tudo lindo como vc tb estava! O beijo hollywoodiano foi otimo! Uma copia do meu e eh claro q tah td bem... Rs... O q vale eh sempre fazer algo diferente e inesquecivel...
    Agora falta as fotos da lua de mel e da casinha de vcs... Queria conhecer... Um bj gde e sempre muuuuitas bencaos e felicidades pra vcs ;)

    ResponderExcluir

Comeeenta!